01 junho 2018

Diabo a Sete: "Cantiga de Vir ao Mundo"


Gustav Klimt, "Die Hoffnung I" ("A Esperança I"), 1903, óleo sobre tela, 189 x 67 cm, National Gallery of Canada, Otava


Neste Dia Mundial da Criança, trazemos uma canção dedicada àquelas que ainda não nasceram mas que estão prestes a sair do ventre materno: "Cantiga de Vir ao Mundo", pelo grupo conimbricense Diabo a Sete.
Não seria bom que este belíssimo espécime da música portuguesa fizesse parte das 'playlists' das Antenas 1 e 3?



Cantiga de Vir ao Mundo



Letra: Miguel Cardina
Música: Pedro Damasceno e Sara Vidal
Arranjo: Diabo a Sete e Julieta Silva
Intérprete: Diabo a Sete* (in CD "Figura de Gente", Sons Vadios, 2016)




[instrumental]

Já sentes em ti o que vais ser
Já dormiste um sono profundo
Chegou a hora d'amanhecer
Deixar p'ra trás a porta do mundo

[instrumental]

Vais repousar na estrela-d'alva
E dançar a dança dormente
Ouro na pele, incenso e salva
Desabraçar o ninho mais quente

Tens o sol riscado nas asas
Um rei sem roque nem patrão
Um deus a quem dei coração
A sombra incerta do amor

[instrumental]

Serás acaso, serás fronteira
Sussurrando temporais
Velhas perguntas, luas inteiras
Vencendo a sina dos mortais

Tens o sol riscado nas asas
Um rei sem roque nem patrão
Um deus a quem dei coração
A sombra incerta do amor
[bis]

[instrumental]


* [Créditos gerais do disco:]
Diabo a Sete:
Celso Bento – flautas, gaita-de-foles, coros
Eduardo Murta – baixo eléctrico
Luísa Correia – guitarra acústica, coros
Miguel Cardina – bateria
Pedro Damasceno – cavaquinho, bandolim, machinho, coros
Sara Vidal – voz, harpa, pandeireta galega
Participação especial:
Julieta Silva – coros, sanfona, pianinho
Produção – Quico Serrano
Gravado por Quico Serrano, nos Estúdios da Aguda, Vila Nova de Gaia, de 2014 a 2016
Mistura e masterização – Quico Serrano



Capa do CD "Figura de Gente", do grupo Diabo a Sete (Sons Vadios, 2016)

_____________________________________

Artigos relacionados:
A infância e a música portuguesa
Júlio Pereira com Sara Tavares: "Os Ponteirinhos"

Sem comentários: