16 dezembro 2008

Não há canções de Natal na música portuguesa?

A crónica de João Gobern e o humorístico "Portugalex" são as rubricas que ainda me fazem prender à Antena 1, no quarto de hora que antecede o sinal horário das 08:00 (momento em que zarpo para outras paragens). Ora foi nesse período que me dei conta, há cerca de uma semana, que estavam a transmitir um ciclo de canções alusivas ao Natal. A ideia até nem era má: aproveitar a quadra natalícia para divulgar repertório que, durante o resto do ano, nunca ou raramente é transmitido. E foi aguçado pela curiosidade de conhecer as canções de Natal que a rádio pública tinha para presentear o seu auditório que, embora com algum sacrifício da minha parte, fiquei ligado à Antena 1 mais prolongadamente. Mas não foi preciso muito tempo para perceber que não valia a pena o esforço e o melhor era mesmo desistir do meu intento. E porquê? Porque de canções de Natal a rádio do Estado apenas tinha para me oferecer as da pop anglo-americana e, ainda por cima, sem qualquer critério de qualidade. Dá a ideia que foram ao YouTube e digitando a palavra "Christmas" toca de aproveitar tudo o que veio à rede. E aqui vamos ao cerne da questão: é desta maneira e com estes métodos que se faz serviço público? Onde ficaram as canções em português? Tendo em conta a legislação enquadradora do serviço público de radiodifusão, quando se faz um ciclo de canções deste género, na rádio que é paga pelos contribuintes portugueses, não era suposto que uma parte delas fosse na língua que todos eles entendem? Como se explica então que elas tenham ficado na gaveta? Terá isso acontecido em virtude de Ricardo Soares, o editor de 'playlist', não conhecer repertório de Natal em língua portuguesa (de Portugal e do mundo lusófono)? Ou foi Rui Pêgo, o director de programas, que lhe pediu expressamente para escolher apenas canções pop e em inglês? Qualquer que seja a hipótese, o sucedido é apenas mais um episódio que vem atestar a incompetência e a falta de sentido de serviço público dos visados. Perante esta clamorosa evidência, o que não pode deixar de se questionar é que indivíduos de tão deficiente preparação intelectual e comprovadamente inaptos para o exercício de cargos de responsabilidade no serviço público de rádio sejam (teimosamente) mantidos nessas funções.
E para provar que há efectivamente muitas canções de Natal portuguesas, e por intérpretes de primeira água, deixo aqui uma lista (necessariamente não exaustiva) de 20 temas, alguns deles com várias versões:

1. Ó Meu Menino Jesus – Brigada Victor Jara (in "Quem Sai aos Seus", Vadeca, 1981, reed. Iplay, 2008); Roda Pé (in "Escarpados Caminhos", Public-art, 2004)
2. Natal – Chuchurumel
3. São José estava triste (Canção de Natal) – Maio Moço (in "CantoMaior", Tradisom, 2002)
4. José Embala o Menino – Filipa Pais (in "À Porta do Mundo", Vachier & Associados, 2003)
5. Beijai o Menino – Navegante (in "Meu Bem, Meu Mal", Tradisom, 2008)
6. O Menino Está na Neve – Gaiteiros de Lisboa (in "Invasões Bárbaras", Farol, 1995; "Dançachamas", Aduf, 2000)
7. O Padrinho – Diabo a Sete (in "Parainfernália", Açor/Emilano Toste, 2007)
8. Não há noite mais alegre – Moçoilas (in "Já Cá Vai Roubado", Casa da Cultura de Loulé, 2001)
9. Uma Estrela Se Foi Pôr (Canção ao Menino) – Ronda dos Quatro Caminhos (in "Terra de Abrigo", Ocarina, 2003)
10. Vimos dar as boas festas – Maio Moço (in "CantoMaior", Tradisom, 2002)
11. Reis do Oriente – Ronda dos Quatro Caminhos (in "Cantigas do Sete-Estrelo", Rádio Triunfo, 1985, reed. Movieplay, 1997)
12. Reis – Janita Salomé / Cantadores de Redondo (in "Vozes do Sul", Capella, 2000)
13. Herodes – Moçoilas (in "Já Cá Vai Roubado", Casa da Cultura de Loulé, 2001)
14. Ser Pessoa (Fuga) – Amélia Muge (in "Todos os Dias", Columbia/Sony Music, 1994)
15. Janeiras de Évora – Roda Pé (in "Escarpados Caminhos", Public-art, 2004)
16. Natal dos Simples – José Afonso (in "Cantares do Andarilho", Orfeu, 1968, reed. Movieplay, 1987, 1996); Amália Rodrigues (in "O Melhor de Amália", vol. 3, EMI-VC, 2003); Naná Sousa Dias (versão instrumental) (in "Ousadias", Polygram, 1986)
17. Chacotas – Trupe Barlaventina (in "Lendas do País do Sul", Concertante, 1999)
18. O Natal do Moleiro – Alfredo Marceneiro (in "Há Festa na Mouraria", Valentim de Carvalho, 1965, reed. Som Livre, 2007)
19. Podia Ser Natal – António Manuel Ribeiro e Miguel Ângelo (in "Espanta Espíritos", Dínamo, 1995)
20. Quando Um Homem Quiser – Paulo de Carvalho (in "Vida", Farol, 2006)

2 comentários:

Carlos Araújo Alves disse...

Falta de Cultura e falta de rigor no que deve ser serviço público de audiovisual.
Sim, certamente as músicas que adianta, mas não se poderá esquecer (ou mesmo colocar à cabeça) o riquíssimo acervo gravado do "Cante Alentejano" intitulado "Cante ao Menino". São centenas de canções registadas!

bemdaterra disse...

Este texto tem muito interesse para mim. A Antena 1 é a minha rádio mas já irrita por ser tão repetitiva. Poderia fazer muito melhor no Natal. Mesmo ficando pelas canções mais «comerciais» e que são cantadas em português daria para variar um pouco. Exemplos:
(1) «É Natal (Tem de haver tempo para amar)» - António Mourão
letra/música: Carlos Manuel Marques
arranjo e direcção de orq. e coros: Ferrer Trindade
produção: Mário Martins
editora: DECCA/ Valentim de Carvalho, 1979.

(2) «Neste Natal» - Roberto Leal
letra/música: Roberto Leal/Márcia Lúcia
editora: RGE/Fermata, 1976.
Muito Obrigada Sr. Álvaro José Ferreira pela lista de canções! Em Dezembro vou me virar para a Rádio Sim, e pronto...
Filomena Conde